Benefícios da importação SAF-T e da conciliação E-Fatura

Benefícios da importação SAF-T e da conciliação E-Fatura

As soluções Conciliação E-fatura e a Importação SAF-T são, nos dias de hoje, consideradas vitais para que o dia a dia de um gabinete de contabilidade se torne “rentável”. Os benefícios são imediatos, nomeadamente:

Importação SAF-T – Ao ter este módulo vai evitar praticamente 100% dos lançamentos contabilísticos de venda. No caso das compras, também aqui muitos lançamentos são evitados ou conferidos, evitando-se esquecimentos de lançamentos em conferência com os documentos E-fatura.

Conciliação E-Fatura – Ao ter este módulo o seu gabinete de contabilidade poderá efetuar operações de conciliação de fornecedores, efetuar lançamentos automáticos de faturas de serviços, visualizar os registos conciliados, controlar os documentos comunicados por parte dos fornecedores, tudo isto sob um conjunto de regras de integração.

IES E SAF-T em 2019 – Novos prazos e regras

IES E SAF-T em 2019 – Novos prazos e regras já estão em vigor

A entrega e as regras da Informação Empresarial Simplificada (IES) e do SAF-T PT sofreram alterações que a sua empresa deve saber e que o seu software de gestão deve contemplar.

Para sua comodidade, conheça o resumo das principais mudanças a reter:

Quem está abrangido?

Empresas com contabilidade organizada ou se, enquanto empresário em nome individual, estiver obrigado à submissão do anexo A e I da IES, ou ainda, e em especial, se for contabilista certificado.

Principais datas a saber?

Com a nova portaria 31/2019 de 24 de janeiro, a maior parte das empresas terá agora de enviar ao fisco até 30 de abril o ficheiro SAF-T da contabilidade, o que permitirá que a Informação Empresarial Simplificada (IES) fique pré-preenchida, mas atenção, este prazo começa apenas em 2020.

IES pré-preenchida – Esta submissão prévia do SAF-T irá permitir o preenchimento automático prévio de vários campos dos Anexos A e I da IES, obtendo-se uma simplificação da entrega desses anexos.

Este prazo – Prazo fixado para que as empresas e contabilistas se possam adaptar às novas regras e também dar tempo à Autoridade Tributária e Aduaneira para se preparar para receber toda a informação que irá passar a ser enviada por milhares de empresas.

OE 2019 – Recorde-se que ficou também definido, com o novo Orçamento de Estado e a aprovação do e-fatura 2.0, que o ficheiro SAF-T da faturação irá também sofrer alterações na data de envio: as empresas passarão a ter de enviar a faturação mensal à Autoridade Tributária (AT) até dia 15 de cada mês, já a partir de fevereiro de 2019.

Principal alteração?

Com a nova portaria 32/2019 de 24 de janeiro, foi também aprovado o novo modelo de impresso do Anexo R da Informação Empresarial Simplificada, mas atenção, também esta alteração só será aplicável aos períodos de 2019 e seguintes.

Novo modelo – estarão incluídos novos campos para reporte de informação estatística necessária ao cadastro comercial da DGAE e foram introduzidas melhorias na informação atualmente já solicitada

Mas atenção – para as declarações de 2018 ou períodos anteriores mantém-se em vigor o modelo de impresso aprovado pela portaria 64-A/2011, de 3 de fevereiro.

Por fim, empresas que cessem atividade:

Deverão enviar à AT os dados extraídos do SAF-T da contabilidade até 60 dias após o fecho da empresa. No entanto, há exceção em 2019. Como é o primeiro ano, independentemente do mês de encerramento da empresa, o envio do SAF-T da contabilidade deverá ser só a partir do dia 01 de agosto.

1 de agosto – Considerando que a cessação de atividade seja igual ou anterior a 31 de julho.

OE 2019 – Recorde-se que para empresas que encerrem atividade, o OE 2019 veio alargar também o prazo de entrega de 30 para 90 dias do modelo 22 (declaração de IRC) e a IES.

Para informação pormenorizada consulte a portaria 31/2019 e a portaria 32/2019 ou aconselhe-se com o seu contabilista.

 

Fonte:www.artsoft.pt/sobrenos/blog/item/145-ies-saft-2019-novidades